Newsletter: GBTA abril 2019


Conheça o GBTA Broadcast Studio para descobrir sobre os pontos de vista de líderes na indústria

O GBTA Broadcast Studio é uma nova iniciativa da GBTA para América Latina que busca através de entrevistas investigar a fundo sobre a experiência e perspectivas de atores e companhias líderes da indústria de viagens corporativas, durante conferências da GBTA na região. Conheça a seguir duas entrevistas realizadas pelo GBTA Broadcast Studio com representantes da Aeroméxico e do HS Hotéis Hotsson durante a Conferência na Cidade do México:

Entrevista com Anko Van Der Weff da Aeroméxico 

Entrevista com Marcela Fuentes do HS Hotéis Hotsson 

 

Como diminuir riscos em lugares massivos

Participar de shows ao ar livre ou visitar  mercados populares de rua, por exemplo, são lugares de grande atração para o público, mas também podem implicar riscos, por isso temos que prestar atenção aos seguintes pontos:

  1. Faça viagens gratificantes, não arriscadas, com a finalidade de garantir que haja familiaridade com a região.
  2. Esteja vigilante e consciente, não alarmado.
  3. Saiba onde estão as saídas caso tenha que reagir a um evento inesperado.
  4. Tenha um telefone celular carregado com você, com a finalidade de que tenha acesso a informação sobre algo que pode acontecer ou ligar, se for necessário.
  5. Siga os conselhos das autoridades locais e confie nas agências de polícia, inteligência e segurança para previnir ou alertar apropriadamente.
  6. Caminhe contra a direção do trânsito se tiver que caminhar em ruas principais ou pontes, com a finalidade de aumentar os tempos de reação.
  7. Se algo acontecer, afaste-se imediatamente da cena e sempre na direção oposta a qualquer ameaça e busque refúgio quando for possível.
  8. Busque um lugar seguro e, depois de estar nesse lugar seguro, mova-se somente se necessitar de uma localização mais segura.
  9. Tente comunicar-se imediatamente. Lembre-se de que as linhas de comunicação por celular podem não estar funcionando, bem como aumentar significativamente o volume de tráfego ou destinar-se a comunicação somente para os serviços de emergência, por isso que as linhas terrestres são uma boa alternativa.
  10. Se caso acontecer algo, faça tentativas razoáveis para localizar os membros do seu grupo. Se você estiver com um grupo, permaneçam juntos.
  11. Se for necessário, busque assistência médica imediatamente. Indague sobre para onde são levados os feridos e acompanhe os feridos da sua família ou grupo até o hospital.
  12. Não deixe que nada arruíne seu evento!

Sabendo que é importante estar vigilante sobre acontecimentos como os que aconteceram em Londres, França e Alemanha em anos passados, espere sempre uma maior vigilância em lugares como estes. Tenha cuidado com roubos e esteja atento quando for atravessar uma rua ou quando viajar de carro, principalmente durante os dias festivos, já que aumenta muito o risco de acidentes e atos de terrorismo.

 

Ferramentas de informação privada para viajantes de negócio

Por Rebecca Herold, Presidente de SIMBUS LLC, CEO de Privacy Professor e consultora de 3M

Seus funcionários estão gerando riscos de violação de dados tanto para eles, sua companhia como para os seus clientes quando viajam? A resposta é que necessitamos examinar e reexaminar estes fatos com frequência.

Muitos viajantes coorporativos simplesmente não estão conscientes da ampla variedade de temas que necessitam estar a parte. É compreensível tentar manter a segurança de dados e a privacidade é cada vez mais desafiante, complicada por avanços na tecnologia, novos tipos de dados e a proliferação de dispositivos móveis. Em 2017, foi constatado 8 produtos eletrônicos por pessoa; para o ano 2021, esse número pode subir para 13 dispositivos por pessoa: um grande terreno para cobrir…

É importante levar em consideração as vulnerabilidades mais comuns ao redor da privacidade de dados, bem como as mudanças no comportamento e nas soluções que ajudem a mitigar os riscos.

Primeiramente, considere a exposição visual: seja consciente de quem está na sua vizinhança; por exemplo, a pessoa sentada ao seu lado em um trem ou em um avião. Vá mais além: qualquer artefato que possa ter alcance, como câmaras de segurança, que nem sempre são utilizadas para bons propósitos, ou até mesmo drones.

Também leve em consideração a exposição verbal. Existe uma falta de percepção de anonimato em lugares cheios de gente, mas há informação que é possível usar para propósitos negativos. Por isso que conversas sobre tópicos sensíveis da companhia devem ser feitas de forma privada.

Lugares públicos com Wi-Fi, como hotéis e aeroportos, também significam risco. Isto é mais conhecido; mas por exemplo, os carregadores de USB podem ser hackeados.

Além disso, dispositivos eletrônicos podem ser roubados e conter dados que não estão bem assegurados ou podem bloqueá-los.

No entanto, tudo isto pode ser resolvido com práticas e tecnologias:

  • Límite o acesso de outras pessoas à informação nos seus dispositivos.
  • Use filtros de privacidade para notebooks e telas com a finalidade de proteger o que está na tela.
  • Bloqueie seus dispositivos quando não estiverem em uso.
  • Use bloqueios físicos e alarmes associados aos seus dispositivos.
  • Use um Wi-Fi portátil ou um VPN da companhia, que ofereça uma maior proteção em uma rede aberta.
  • Use um notebook para viagens de negócios com a mínima quantidade de informação necessária para cada viagem, ajuda a limitar o acesso a informação importante.

You may also like

LEAVE A COMMENT

Archives