Newsletter: GBTA Brasil Agosto 2018


Reuniões representam um importante gasto corporativo, mas metade das companhias não monitoram reuniões consideras rotineiras.

Globalmente metade das reuniões corporativas são reuniões rotineiras e quase a metade das companhias não utilizam canais mais sofisticados para efetuá-las, segundo um novo estudo realizado pela GBTA em parceria com HRS, entrevistando gerentes de viagens de negócio e planejadores de reuniões dos E.U.A. e Europa entre 24 de abril e 7 de junho de 2018.

O estudo, denominado “Como as companhias abordam reuniões rotineiras”, é o primeiro deste tipo que se centraliza em reuniões simples que são aquelas com requerimentos básicos replicáveis e com padrões. Para obter resultados confiáveis foram consultados tanto gerentes de viagens de negócios, membros da GBTA, como planificadores de reuniões, membros de Meeting Professionals International (MPI), com a finalidade de obter uma perspectiva integrada de membros de ambas organizações.

Destaques da pesquisa incluem:

  • 50% das reuniões globais corporativas (49% nos E.U.A. e 58% na Europa) são reuniões rotineiras.
  • 52% das companhias reservam suas reuniões simples fora de canais fornecedores de gestão de reuniões.
  • 70% dos entrevistados não seguem um processo requerido de licitação para comprar / reservar reuniões de rotina.
  • Quando as companhias não utilizam fornecedores tradicionais ou possuem um padrão para reuniões de rotina, 77% buscam hotéis ou sedes para reuniões exclusivamente mediante canais de consumo.
  • Quando as companhias têm um padrão para suas reuniões rotineiras, um 72% dos planificadores preferem usá-la para reservar ou planejar reuniões simples.
  • 52% das companhias não possuem tecnologia e-RFP para reuniões corriqueiras, e não têm planos de adquirir uma.
  • Somente 4% dos compradores localizados nos E.U.A. conta com KPIs corporativos associados ao valor criado por pequenas reuniões, enquanto ao redor de um terço (31%) dos planificadores de reuniões contam com KPIs.

“Para uma categoria que representa milhões em gasto corporativo a cada ano, as reuniões simples escapam tipicamente do nível de escrutínio dado a outros gastos”, afirmou Bernie Schraer, Vice-presidente Sênior da MPI. O estudo completo está disponível para membros da GBTA em www.gbta.org.

 

GBTA lança Capítulo na Itália

Um novo Capítulo da GBTA foi lançado no dia 3 de julho na Itália em resposta à demanda do mercado local, o qual oferecerá educação, recursos e oportunidades de networking a profissionais de viagens de negócio.  De acordo com o GBTA BTI™ Outlook – Annual Global Report & Forecast, a Itália gastou $33.3 bilhões em viagens de negócio em 2017, convertendo esse país no nono maior mercado global e no quarto da Europa. Estima-se que este gasto crescerá de forma sustentável até $44.8 bilhões para o ano de 2021.

“Conforme o alcance global da GBTA aumenta, escolhemos a Itália como nosso próximo passo para expansão”, afirmou Christie Johnson, Presidente da GBTA. “Ao celebrar nossos 50 anos em 2018, o momentum da GBTA continua em compradores de viagens com fornecedores e conectando mercados em todo o mundo”.

A missão do Capítulo da GBTA na Itália é elevar o papel do gerente de viagens de negócio e maximizar o benefício do papel que cumpre para a organização, mediante educação, networking e recursos.

 

Próximos eventos da GBTA na América Latina abrem inscrições com tarifas promocionais

A segunda metade do ano para a GBTA na América Latina está muito movimentada, com próximos eventos no Rio de Janeiro, Brasil; Bogotá, Colômbia; e Buenos Aires, Argentina. Não perca a oportunidade de atualizar-se com as novas tendências na indústria de viagens de negócios na região e no mundo, desenvolver novos negócios e alianças e entrar em contato com colegas.

You may also like

LEAVE A COMMENT

Archives